O autismo compreendido de Carly

O autismo ainda é uma condição pouco compreendida entre as pessoas. Não se pode responsabilizar o fato pela falta de interesse no tema, pois muitas pesquisas são realizadas nessa área; mas pode-se afirmar que um fator primordial para o conhecimento do autismo, a comunicação direta com as pessoas que possuem tal diagnóstico, acaba sendo falha. Ou será que não?

Carly Fleishmann é uma adolescente que descobriu como se comunicar de maneiras diferentes, já que não havia desenvolvido a habilidade da fala. Foi diagnosticada com autismo severo aos dois anos de idade, mas tempos depois, demonstrou, para a surpresa de todos, que muita coisa acontecia em sua mente. Aos 11 anos de idade, ela chegou até o computador, digitou as palavras “dor” e “ajuda” e foi correndo até o banheiro vomitar. Abrindo um parênteses, ela nunca havia aprendido a escrever.

A partir daí, Carly foi incentivada a se comunicar dessa forma, e até mesmo começou a participar de redes sociais. Ela conta que recebe muitos emails de pais, crianças e pessoas de vários lugares do mundo contendo perguntas sobre o autismo. Para ela, profissionais que se dizem especialistas não podem responder determinadas questões sobre o assunto. Afinal, “como você pode explicar alguma coisa que você não viveu ou que você não sabe como é quando se tem?”

E que tal uma experiência um pouquinho mais real do que é ser uma pessoa com autismo? Só clicar na imagem abaixo para ver como o mundo é através dos olhos de Carly.

carlycafe

Com a ajuda de seu pai, ela também escreveu um livro, chamado Carly’s Voice. Tem mais informações sobre ele no site: Carly’s Voice

Mas pra ficar mais próximo dela, dá pra curtir sua página no FB ou no twitter

O post saiu um pouco do usual, mas fazia tempo que queria falar da Carly (:

do WeHeartIt <3
do WeHeartIt <3

Espero que tenham gostado.
Beijos! *:

*informações tiradas daqui e do site dela

Anúncios

7 comentários sobre “O autismo compreendido de Carly

  1. Nossa.
    Eu, como boa amante da Psicologia e futura psicóloga, entrei no site e realmente me impressionei.
    “Autism has locked me inside a body I cannot control.”
    Bonita a história dela e de como ela conseguiu encontrar uma forma de se expressar.
    O autismo é mais ou menos como a depressão: um tanto incompreendido e subestimado! Uma amiga minha trabalhava com uma autista. E ela disse que no primeiro dia de trabalho, foi de salto alto e de repente essa moça gritou (altíssimo e freneticamente) e mandou ela parar de andar. Ela se assustou, claro, mas depois que entendeu tudo as duas até se achegaram mais… Deve ser meio perturbador ter todos os sons ao mesmo tempo dentro da mente, sem contar todas as outras coisas.
    Ótima tua ideia de trazer este tema pra cá! É importante que as pessoas saibam sempre mais sobre isso. :)

    Beijo, moça!

    1. Que bom que gostou (: Faz tempinho que entrei no site dela, já me impressionei com o que ela escreve, na página do Face também.
      Tem certas condições que são tidas como incompreendidas pelo simples fato das pessoas não conseguirem arranjar tempo e empenho pra tentar compreender, eu acho…
      Eu terminei Psicologia ano passado, vou ver se escrevo mais coisas relacionadas aqui…
      e espero que goste do curso!
      Beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s