Resenha Laranja Mecânica

IMG_5396

Não há quem não tenha ouvido falar.

Pode já ter visto, pode já ter lido, ou se nenhum dos dois, com certeza já ouviu falar.

Laranja Mecânica é um livro escrito por Anthony Burgess. Uma distopia que retrata a sociedade inglesa no futuro, em plena cultura da ultra violência. Assaltos, espancamentos e estupro são normais.

O protagonista Alex, é um líder adolescente de uma das gangues existentes. E é à partir de sua visão que tomamos conhecimento da história.

Com uma linguagem culta, mas cheia de gírias “nadsat”, Alex e seus drugues passam as noites no bar preferido e, após um tempo bebendo leite, saem à rua e espancam um homem, roubam uma loja, brigam com uma gangue rival e invadem uma casa. Esse é o cenário da época. Dá pra perceber como as pessoas próximas sentem medo, e como o sentimento é manifestado de diferentes formas.

Não há nada que pareça suficiente para parar essa “diversão” adolescente da época.

IMG_5397

E dá pra pensar: no que vai dar tudo isso? E é quando Alex acaba sendo preso e submetido a um tratamento experimental, chamado Ludovico, que promete mudanças comportamentais para que o sujeito passe a evitar qualquer tipo de violência.

A descrição dos procedimentos, pelo próprio protagonista, prende a atenção. Partindo da ideia de que manifestando intensão de ser curado, ele poderia tirar proveito e estar em liberdade mais cedo, o caminho até ser solto não foi tão fácil e controlável quanto se imaginaria.

Nada mais que instigar aversão às diversas formas de violência, ao final, Alex realmente parecia outra pessoa, mesmo que você ainda tivesse uma certa dúvida de que o experimento realmente daria certo nele.

Assim, quando finalmente foi liberado, encontrou um mundo que também havia mudado.

Seus pais alugaram seu quarto para um inquilino, seus amigos e inimigos de antes agora faziam parte da polícia.

Totalmente sem rumo, acaba encontrando abrigo numa casa de campo, que mais tarde reconheceria como aquela que havia sido invadida por ele, antigamente. O dono, um escritor, acaba não o reconhecendo, mas vendo em Alex uma oportunidade de mostrar a brutalidade do governo ao submetê-lo à esta nova terapia que tinha como objetivo “curar” as pessoas violentas com um tratamento invasivo e ~quem diria ~ totalmente violento.

IMG_5399

O livro é dividido em três partes, cada uma com 7 capítulos.

O 21 capítulos, segundo o autor, representam a idade madura, os 21 anos. Percebe-se aí que a história tem o foco de mostrar o amadurecimento do protagonista, quando este deixa de pensar como um adolescente e se torna adulto.

Mas o processo todo diz mais respeito à alternativa de abandono do livre-arbítrio para que, então, Alex pudesse ser tratado e recolocado na sociedade, novamente como um ser humano “livre”. E estas aspas nunca significaram tanto.

Por mais que trate de um tema pesado e a narrativa estar cheia de palavras desconhecidas, que você só vai tendo uma ideia do que significam com o decorrer da leitura, o ritmo do livro é acelerado, combinando com o andamento dos fatos e o clima da história.

Uma verdadeira obra atemporal.

Já tinham lido Laranja Mecânica? O que acharam?

Dá até pra discutir qual seria o preferido, o livro ou o filme. Essa é uma resposta que eu ainda não decidi!

Assinatura

 

 

 

Anúncios

6 comentários sobre “Resenha Laranja Mecânica

  1. Eu comprei aquela edição de 50 anos!
    No começo tive dificuldades para ler por causa da linguagem, mas depois que acostuma da vontade de ler várias vezes rs.

    Adorei a adaptação de Stanley e foi mais fácil entender um pouquinho sobre a história

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s