Resenha ~ As sombras de Longbourn

 

 “Antes de amanhecer em Longbourn, uma extensa propriedade cravada nas colinas de Hertforshire, uma criada de mãos rachadas se pergunta como seria se as senhoras da casa lavassem suas próprias anáguas. Teriam mais cuidado ao passar pela lama, erguendo a barra das saias?”

As sombras de Longbourne é um livro que conta uma história inspirada em Orgulho e Preconceito. Entre passeios, bailes e grandes propriedades, conhecemos a cozinha, o dia de lavagem de roupa e os preparativos de se ofertar um jantar.

Sarah é uma jovem criada que trabalha na casa dos Bennet. Seu dia começa cedo e é cansativo. Mesmo assim, ela não deixa de pensar e sonhar em como seria morar em outro lugar, conhecer Londres e todos os seus encantos.

Certo dia, seu patrão contrata mais um funcionário, James, que passará a ajudar as atividades de casa. James é um moço muito educado, trabalhador e solícito, mas guarda um grande segredo. Ao passar da narrativa, descobrimos que esse segredo é só uma parte da história que envolve também a governanta, a Sra. Hill e o próprio Sr. Bennet.

Mesmo assim, de início, Sarah está mais concentrada em prestar atenção em Ptolemy, o lacaio do Sr. Bingley, que constantemente vem à casa dos Bennet trazer mensagens e convites. Ao mesmo tempo, ela tem certeza de que James Smith esconde algo e está disposta a descobrir.

 O livro mostra o lado não tão lindo das histórias ambientadas nos romances de Jane Austen, mas igualmente apaixonante.

Mesmo o dia-a-dia dos criados da família Bennet sendo repletos de afazeres, com lavagens de roupa, limpeza de sapatos, idas à cidade para pegar as cartas enviadas,… o charme de uma casa no interior da Inglaterra não é perdido.

Especialmente quando faz cenário para uma história de primeiro amor que, quem sabe, não seja tão amor assim e o descobrimento de um sentimento mais intenso ainda.

Sarah, apesar de longos anos de trabalho, é uma jovem como outra qualquer. Quer passear pelo mundo e fica imaginando se um dia teria como fazer isso, se um dia iria ter homens pensando em pedir sua mão e se sua história poderia ir além das fronteiras de Longbourn.

É um livro bastante fácil de se ler, tendo uma narrativa leve e constante.

Quando não estava lendo, me pegava imaginando o que os personagens poderiam estar fazendo enquanto eu não estava com o livro em mãos (:

Percebi que isso deu um toque de independência nos personagens, como se eles não estivessem ali só para eu “lê-los”, mas como se fossem pessoas de verdade mesmo, me deixando curiosa em saber qual rumo a vida deles iria tomar.

A única coisa que me deixou com uma sensação de que havia algo faltando foi a última parte do livro. O desfecho aconteceu meio rápido, fazendo com que eu ficasse tentando preencher o espaço de tempo que, de uma hora pra outra, voou.

Não estou dizendo que o final é ruim, é um final muito satisfatório e lindo. Mas, o livro todo se passa em um ritmo. Ao final, os últimos anos relatados são descritos rapidamente. Isso me incomodou um pouco, mas não o suficiente para me fazer não gostar do livro, que, em resumo, recomendo muito a leitura (;

As sombras de Longbourn | Jo Baker | Companhia Das Letras

Assinatura

Anúncios

4 comentários sobre “Resenha ~ As sombras de Longbourn

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s